102-17 (GRI )

  • Mecanismos de aconselhamento e preocupações sobre ética

    Temas Materiais Relacionados:

    Contexto:

    A Suzano possui um Canal de Ouvidoria externa independente e acessível para o público interno e externo à empresa. Nesse canal, reportam-se:

     

    • transgressões percebidas no ambiente de negócios e relacionadas às diretrizes e aos comportamentos estabelecidos no Código de Conduta;
    • transgressões à ética, aos direitos humanos, às leis e regulamentações às quais a empresa está sujeita;
    • transgressões às normas e aos procedimentos internos, podendo também ser utilizado para o esclarecimento de dúvidas com relação ao Código de Conduta ou ligadas a situações não previstas.

     

    O canal é gerido pela nossa área de Ouvidoria e segue duas políticas internas:

     

    • Política de Ouvidoria: estabelece as diretrizes do processo e governança sobre a atuação da área e do Canal de Ouvidoria acerca do cumprimento de dispositivos legais e normativos aplicáveis, e estabelece as diretrizes dos regulamentos e códigos internos, incluindo a previsão de procedimentos específicos de proteção ao denunciante e da confidencialidade da informação.
    • Política de Medidas Disciplinares: estabelece as diretrizes e define princípios, conceitos e critérios para a aplicação de medidas disciplinares aos colaboradores da Suzano.

     

    Os comportamentos não éticos ou incompatíveis com as legislações vigentes, assim como questões relacionadas à integridade organizacional e aos direitos humanos, são apresentados ao Comitê de Gestão de Conduta da Companhia, última instância da empresa para decidir sobre situações controversas e eventuais infrações e violações ao Código de Conduta. Esse modelo de governança colabora para que tomemos decisões imparciais e transparentes, auxiliando na resolução de dilemas éticos não previstos e garantindo a uniformidade dos critérios usados na conclusão de casos similares. Além disso, o modelo determina, quando assim for requerido, a adoção das medidas necessárias, mediante emissão de opinião formal às competentes áreas da empresa, de modo a garantir que as infrações e violações sejam seguidas de medidas disciplinares aplicáveis, independentemente do nível hierárquico, sem prejuízo das penalidades legais cabíveis.