102-9 (GRI )

Indicadores relacionados
  • Gestão de fornecedores

    Temas Materiais Relacionados:

    Contexto:

    A Suzano possui um processo estruturado de gestão e qualificação de seus fornecedores com base também em seus Direcionadores de Cultura. Essa gestão inclui uma série de atividades que visam garantir não apenas o fornecimento de produtos e serviços, como também uma relação pautada pela ética e integridade com essas partes fundamentais de nossa cadeia de valor. Nesse sentido, para que a contratação, o cadastro e a certificação de fornecedores sejam realizados, prosseguimos da seguinte forma:

     

    1. Qualificação econômica e financeira dos fornecedores;
    2. Checagem do histórico;
    3. Avaliação de desempenho dos fornecedores de matérias-primas, insumos e serviços;
    4. Recebimento e aceite do Código de Conduta;
    5. Assinatura, pelo fornecedor, dos compromissos com os Padrões de Responsabilidade Legal e Socioambiental estabelecidos pela Suzano;
    6. Gestão de acesso e obrigações trabalhistas de empresas prestadoras de serviços.

     

    No processo de avaliação de desempenho de fornecedores, auditado interna e externamente (segundo ISO 9000, 14000, 18000, INTI, Smeta, Clientes), os requisitos Segurança, Meio Ambiente e Sustentabilidade são aplicados a 100% dos prestadores de serviços fixos (aqueles que executam serviços por tempo superior a 90 dias nas dependências da Suzano), podendo o fornecedor obter como resultados “grau de excelência”, “aprovação”, “aprovação com restrição” e “reprovação”.

    Ainda, para que sejam devidamente contratados, 100% dos fornecedores devem concordar com o Termo de Compromisso e Padrões de Responsabilidade Legal e Socioambiental estabelecidos pela companhia.

    Adicionalmente, a Suzano considera parte de seus fornecedores como críticos. Isto é, fornecedores de insumos e serviços que possam gerar impactos significativos na qualidade, no desempenho de processos, na segurança e integridade de equipamentos, no meio ambiente e na saúde e segurança de colaboradores. Esse grupo representa 4% do total de fornecedores da companhia e corresponde a 22% de seu orçamento de compras. Sendo assim, medidas distintas são previstas para garantir um bom relacionamento com esses fornecedores e a redução dos riscos de geração de impacto por parte deles.

    No que se refere ao desenvolvimento de fornecedores locais, a Suzano conta com alguns programas em unidades específicas:

     

    • Programa de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores (MS): também conhecido como PQF, tem como objetivo adequar micro, pequenas e médias empresas tanto a requisitos básicos de gestão quanto às normas internacionais exigidas para negociação com grandes indústrias. A Suzano é uma das mantenedoras do Programa, destinado a qualquer fornecedor, não só aqueles que trabalham para a empresa.
    • Programa Integrado de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores (ES): representa uma ação conjunta das principais empresas atuantes no Espírito Santo para promover, de modo integrado, o desenvolvimento e a qualificação de seus fornecedores de bens e serviços. Também conhecido como Prodfor, dele participam importantes empresas instaladas no Estado, denominadas de mantenedoras, que contam com o apoio da Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (Findes) e coordenação do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-ES). A Suzano é uma das mantenedoras do Prodfor, destinado a qualquer fornecedor, não apenas os que trabalham para a empresa.
    • Desenvolvimento de parceiros locais (BA): o programa, em parceria com o Sebrae, visa fomentar a sustentabilidade da cadeia de suprimentos nos territórios em que atuamos, com foco em micro e pequenas empresas, ampliando a qualificação dos nossos parceiros locais, incentivando a adoção de melhores práticas de gestão e princípios de responsabilidade legal e socioambiental adotados pela Suzano. Dentro do conteúdo do programa de desenvolvimento de fornecedores estão previstos temas como Empreendedorismo, Gestão Financeira e Empresarial e Tributação, Princípios de Responsabilidades Legais, Socioambientais e Direcionadores de Cultura da empresa. O projeto é piloto e teve início na unidade da Bahia, mas está em fase de aprovação para se estender, ainda em 2020, para outros Estados onde a empresa atua.

     

    Em 2019, a empresa contou com 10.255 fornecedores, ao passo que, em sua base de dados, constavam 35.964 cadastrados. Ambos os dados consideram matriz e filial, sendo contemplados nos números fornecedores internacionais, pessoa física, pessoa jurídica, fundiários, órgãos públicos, transportadoras e agregados. Os fornecedores nacionais provêm de todos os Estados do Brasil, enquanto, entre os internacionais, constam fornecedores de todos os continentes. Em 2019, o custo com pagamento de fornecedores foi de, aproximadamente, 17 bilhões de reais.