Metas de longo prazo

Diante da complexidade dos desafios e das oportunidades existentes, a Suzano construiu sua Estratégia de Sustentabilidade de forma colaborativa, considerando a multiplicidade de visões de seus públicos de relacionamento. Assumimos o compromisso de ampliar nosso papel na cadeia de valor e na sociedade por meio de metas de longo prazo, norteando nosso caminho ao longo dos próximos dez anos, período que a Organização das Nações Unidas (ONU) chama de Década da Ação.

Energia

Aumentar em 50% a exportação de energia renovável

Contexto

Grande parte da energia elétrica gerada nas fábricas da Suzano é produzida a partir de fontes renováveis, viabilizando excedentes que podem abastecer o sistema nacional de energia. Assim, por meio de investimentos em eficiência, pesquisa e inovação, buscamos aumentar a nossa contribuição para a disponibilização de energia limpa e renovável para todo o país.

 


Escopo:

Energia renovável gerada em nossas unidades industriais e exportada para o sistema nacional de energia.

Baseline:

214 MWm (ano: 2018¹).

Horizonte:

aumentar a exportação de energia renovável à rede para 322 MWm (50%) (até 2030).


Resultados em 2020:

Em 2020 a estratégia de exportação foi afetada por projetos relacionados à substituição de energia gerada com base em queima de combustível fóssil por energia renovável, a partir do licor negro gerado em nosso processo produtivo e também por projetos relacionados à otimização do consumo de madeira na fabricação de celulose. Considerando esse cenário, disponibilizamos 193 MWm de energia renovável para o sistema nacional.

Ao longo de 2020, implementamos projetos de melhoria que seguiram duas principais linhas:

  1. Eficiência de geração de vapor: projeto com foco na eficiência do parque de caldeiras, permitindo maior geração específica e consequentemente maior disponibilização para as turbinas.
  2. Otimização de eficiência energética: utilização de ciência de dados para determinar o ponto ótimo de geração e distribuição de vapor, com foco em eficiência energética das turbinas.

 

Acompanhamento do KPI:

2018 2019 2020
Energia elétrica renovável exportada (em MWm) 214 171 193

O que faremos em 2021:

Seguiremos trabalhando no desenvolvimento de projetos voltados à ampliação da disponibilidade de vapor para a geração de energia, incluindo a melhoria da performance de nossas turbinas e otimização do consumo térmico.

¹ A escolha do ano de 2018 como baseline se deve ao fato de não terem ocorrido variações significativas de produção em nossas unidades industriais neste período. Com isso, o valor adotado representa melhor o potencial de exportação de energia atual da companhia. Visando maior transparência e alinhamento de procedimentos, também ajustamos o baseline da meta e resultados de 2019 considerando dados de exportação da Veracel, joint venture entre Suzano e Stora Enso, com 50% de composição acionária para cada uma das empresas