ODS-08
Empregos dignos e crescimento econômico

Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos

Indicadores relacionados
  • Filtrar por ODS

  • Filtrar por tag

  • Uso de licença maternidade/paternidade por gênero

    Temas Materiais Relacionados

    Mudar visualizacão:

    • wdt_ID Uso de licença maternidade/paternidade por gênero 2018¹ - Homens 2018¹ - Mulheres 2018¹ - Total 2019¹ - Homens 2019¹ - Mulheres 2019¹ - Total 2020² - Homens 2020² - Mulheres 2020² - Total
      1 Total de empregados que tiveram direito a usufruir de licença maternidade/paternidade 297 64 361 418 76 494 416 67 483
      2 Total de empregados que tiraram a licença maternidade/paternidade 297 64 361 418 76 494 416 67 483
      3 Total de empregados que retornaram ao trabalho, no período de relatório, após o término da licença maternidade/paternidade¹ 290 59 349 424 73 497 418 77 495
      4 Total de empregados que voltaram a trabalhar após a licença maternidade/paternidade e que ainda estiveram empregadas 12 meses após o retorno ao trabalho² n/a n/a n/a 262 52 314 390 69 459
    1. O número de empregados que retornaram ao trabalho em 2019 é superior ao número de empregados que saíram no mesmo ano, pois contempla também empregados que saíram de licença em 2018 e retornaram somente em 2019. Pelo fato de termos começado a operar como Suzano S.A a partir de 14 de janeiro de 2019, não temos o histórico de quantos empregados voltaram a trabalhar após a licença maternidade/paternidade em 2017 e que ainda estiveram empregados 12 meses após o retorno do trabalho, em 2018, enquanto ainda operávamos como duas empresas distintas (Suzano Papel e Celulose e Fibria). 2. Os números de 2020 contemplam a soma dos profissionais que tiveram direito a usufruir de licença em 2019 e retornaram em 2020, assim como os profissionais que tiveram direito a usufruir do benefício em 2020 e retornaram no próprio ano. É importante ressaltar que há um saldo de colaboradores que tiraram licença em 2020 e retornarão apenas no ano seguinte. A partir dessa explanação, tem-se o seguinte: (i) No ano de 2020, 416 homens tiveram o direito à licença. Desses, 398 saíram e retornaram no próprio ano (95,7%) e os 18 restantes (4,3%) estão previstos para retornar em 2021. O número final de homens que retornaram ao trabalho em 2020 contabiliza os 398 com saída e retorno no mesmo ano e os que saíram em 2019, mas retornaram somente em 2020 (20 profissionais). (ii) No ano de 2020, 67 mulheres tiveram o direito à licença. Dessas, 36 saíram e retornaram no próprio ano (53,7%), e as 31 restantes (46,3%) devem retornar somente em 2021. O número final de mulheres que retornaram ao trabalho em 2020 contabiliza as 36 com saída e retorno no mesmo ano e as que saíram em 2019, mas retornaram em 2020 (41 profissionais).