Cadeia de Valor (fornecedores e clientes)

Entendimento das necessidades e potencialidades de nossos clientes, com o propósito de oferecer produtos e soluções sustentáveis, por meio de um relacionamento que privilegia vínculos de longo prazo. Gestão de fornecedores em conformidade com os critérios socioambientais da companhia, visando ao desenvolvimento de fornecedores locais e à redução de impactos adversos em toda a cadeia de valor.

Indicadores relacionados
  • Filtrar por categoria

  • Filtrar por tag

  • Porcentagem de fornecedores identificados como tendo impactos sociais negativos

    Mudar visualizacão:

    • wdt_ID Indicador 2019 2020²
      1 Porcentagem de fornecedores identificados como tendo impactos sociais negativos¹ 2 1
    1. Para o indicador, foram considerados apenas fornecedores críticos, ou seja, fornecedores de insumos e serviços que possam gerar impactos significativos na qualidade, no desempenho de processos, na segurança e integridade de equipamentos, no meio ambiente e na saúde e segurança dos colaboradores. Para o cálculo do indicador, consideramos o total de fornecedores identificados como tendo impactos negativos significativos sobre o total de fornecedores avaliados. 2. Em 2019, logo após a fusão que deu origem à Suzano S.A., não dispúnhamos de uma metodologia harmonizada para a avaliação de fornecedores e obtenção do número de fornecedores avaliados pela empresa. Isso fez com que os números reportados no ano não representassem a totalidade dos fornecedores submetidos à avaliação. Entretanto, no ano de 2020, o conceito de fornecedor crítico foi unificado, assim como o processo de avaliação de desempenho de fornecedores foi harmonizado, o que justifica o aumento do número de fornecedores identificados como tendo impactos no período.

    Informações complementares:

    Em 2019, os impactos sociais potenciais negativos identificados decorriam da não utilização de mão de obra local/regional pelos fornecedores.

    Em 2020, os impactos sociais negativos, reais e potenciais, contemplados incluíam o não cumprimento de requisitos de segurança do trabalho, baixa percepção de risco pelos colaboradores e ocorrência de acidentes. Os impactos foram identificados nos estados do Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná e São Paulo.