Desenvolvimento Social

Garantia do desenvolvimento local e territorial de maneira conjunta e participativa, em parceria com comunidades, instituições de apoio e movimentos sociais, a partir de projetos de educação, geração de renda e valorização cultural; do fortalecimento da relação com as comunidades locais e tradicionais; e da integração dos interesses desses diferentes elos na condução e gestão da companhia.

Indicadores relacionados
  • Filtrar por categoria

  • Filtrar por tag

  • Gestão do investimento social privado

    Contexto:

    O Investimento socioambiental e as doações são instrumentos estratégicos para gerar valor, tanto para o negócio quanto para as comunidades vizinhas, e garantir o envolvimento com as partes interessadas. As diversas modalidades de investimentos socioambientais e doações da Suzano são gerenciadas para que seus resultados possam ser medidos e avaliados em termos de contribuição para a sustentabilidade do negócio da empresa e para o alcance das metas de longo prazo estabelecidas. A gestão do tema é orientada por nossa Política Corporativa de Investimentos Socioambientais e Doações, Procedimento Gestão de Demandas Sociais, Procedimento Gestão de Projetos de Investimentos Socioambientais e pelo Manual de Gestão de Relacionamento. O Manual e os procedimentos descrevem os processos e as principais ferramentas de relacionamento utilizadas com as partes interessadas na Suzano.

    A área de Desenvolvimento Social da companhia monitora e avalia todo o processo relacionado às demandas de cooperação, doação e patrocínio, reportando periodicamente os resultados desse monitoramento à Comissão de Valor Compartilhado (CVC), Corporativa e Local (Unidades). A CVC é um fórum que reúne gestores das diferentes áreas com o objetivo de integrar as políticas e diretrizes estratégicas de sustentabilidade na gestão e operação da empresa.

    O cadastramento, a avaliação, a aprovação e o acompanhamento orçamentário de todos os projetos de investimento socioambiental são realizados pelo módulo de Gestão do Investimento Socioambiental do Sispart, sistema corporativo interno de gestão do relacionamento com partes interessadas e do investimento socioambiental da Suzano. O acompanhamento e a avaliação do andamento dos projetos são feitos pelos parceiros de assistência técnica e consultores da área responsável, por meio de visitas técnicas, reuniões, capacitações e dias de campo com as associações e os participantes dos projetos, de acordo com os cronogramas estabelecidos nos Planos de Ação.

    A execução do Plano de Ação de cada projeto é monitorada com evidências como fotos, relatórios, listas de presença e acompanhamento de indicadores. A atualização das atividades realizadas é de responsabilidade de toda a equipe de assistentes técnicos e consultores envolvida. Os indicadores de processo e performance dos projetos sociais são monitorados periodicamente, por meio de uma plataforma interna de indicadores da Suzano, e reportados anualmente nesta Central.

    As atividades de campo, de grupos de trabalho, visitas técnicas e outras atividades realizadas pelas equipes responsáveis são registradas em um relatório encaminhado mensalmente para a área de Desenvolvimento Social da Suzano. Esses relatórios mensais são arquivados no Sispart.

    A avaliação da eficiência e da eficácia das estratégias de relacionamento e de investimentos socioambientais adotadas, bem como a utilização dos recursos materiais, humanos e financeiros disponíveis, é realizada por meio do Sistema de Monitoramento e Avaliação Social. O sistema serve tanto para a formulação e a reformulação das práticas organizacionais e estratégicas de atuação (com base no andamento dos processos e alcance das metas) quanto para a análise e a comparação de indicadores ao longo do tempo (com foco no resultado e impacto da intervenção). Os resultados dos investimentos são avaliados pelo menos uma vez a cada ano, por meio de indicadores classificados em três categorias:

     

    • Indicadores de Processo: orientados para avaliar a evolução da execução do planejamento físico-financeiro;
    • Indicadores de Resultado: têm como objetivo apresentar a situação de atingimento das metas estabelecidas anualmente;
    • Indicadores de Impacto: apresentam os efeitos internos e externos relacionados aos direcionadores corporativos estabelecidos.

     

    Somado a isso, a partir da construção da sua Estratégia de Sustentabilidade, realizada ao longo do ano de 2019, a empresa se compromete a, até 2030:

     

    • Tirar 200 mil pessoas da linha da pobreza em nossas áreas de influência.
    • Aumentar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) em 40% em todos os municípios prioritários, garantindo a melhoria da qualidade da educação de base nessas localidades.

     

    Dessa forma, as ações de relacionamento e o planejamento dos investimentos socioambientais da empresa são orientadas para garantir, entre outros objetivos, a concretização dos resultados dessas metas.