Desenvolvimento Social

Garantia do desenvolvimento local e territorial de maneira conjunta e participativa, em parceria com comunidades, instituições de apoio e movimentos sociais, a partir de projetos de educação, geração de renda e valorização cultural; do fortalecimento da relação com as comunidades locais e tradicionais; e da integração dos interesses desses diferentes elos na condução e gestão da companhia.

Indicadores relacionados
  • Filtrar por categoria

  • Filtrar por tag

  • Programa Colmeias

    Contexto:

    O Programa Colmeias tem como objetivo promover o fortalecimento da cadeia apícola nas regiões de atuação da empresa, contribuindo para a geração de renda e a melhoria da qualidade de vida das comunidades contempladas, bem como para a conservação do meio ambiente.

     

    Os objetivos específicos do Programa são:

    • contribuir para a profissionalização da apicultura onde haja demanda pela atividade apícola nas regiões de atuação da empresa;
    • promover a inclusão social por meio da atividade apícola;
    • capacitar as associações participantes para equacionar suas demandas visando o fortalecimento e autonomia dos grupos;
    • promover o atendimento às conformidades legais nas associações participantes do Programa;
    • contribuir para a obtenção de certificações que agreguem valor ao produto;
    • estimular a diversificação dos produtos visando acesso a novos mercados.

     

    O apoio aos apicultores e associações/cooperativas é realizado por equipes técnicas que oferecem um serviço qualificado de ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural. Além disso, o programa garante o acesso ao pasto apícola, bem como pode promover investimentos em infraestrutura, equipamentos e insumos necessários à prática, direcionados aos apicultores participantes das associações/cooperativas.

    As ações do Programa estão estruturadas em três eixos principais: organização e gestão (formalização de associações/cooperativas); assistência técnica e tecnologia (produção e agregação de valor); comercialização e mercado (empreendedorismo). Ao incentivar a organização da cadeia produtiva apícola, também é possível fortalecer e qualificar os arranjos sociais locais e o protagonismo de seus membros, para que acumulem vivências que os capacitem a coordenar e definir modelos de desenvolvimento comunitário adequados às suas realidades.

    O Colmeias acontece junto a associações rurais e apícolas vizinhas aos plantios florestais da Suzano. Atualmente, o programa beneficia 46 associações e 1.281 famílias.

     

    Destaques e conquistas ao longo de 2020

    Em 2020, citamos como principais conquistas do Programa:

    • certificação de 70% do mel dos participantes do programa com selo orgânico e destinado à exportação;
    • recorde de produção dos apicultores do Colmeias em São Paulo, destacando-se no cenário estadual – a produção regional de mel nas áreas da Suzano em São Paulo foi de 357 toneladas/ano, um aumento de 269% comparado com a produção de 2019;
    • produtividade registrada entre os 1.281 apicultores apoiados pelo programa de 27,5 quilos por colmeia, 34% a mais que a média nacional, que atualmente está em 18 quilos de mel por colmeia.

     

    Desafios

    Em 2021, os principais desafios serão:

    • avançar no fortalecimento da comercialização;
    • criar novos canais de comercialização para exportação do mel brasileiro no mercado externo;
    • trabalhar junto aos produtores para facilitar o acesso à certificação dos produtos e melhorar acesso a mercados específicos;
    • promover a estruturação, o fortalecimento e a ampliação da rede de parcerias no âmbito local, territorial e global;
    • estabelecer parcerias com empresas e/ou organizações que atuam no seguimento.

     

    Expectativa

    No ano de 2021, esperamos:

    • inovar na cadeia apícola e, consequentemente, promover oportunidades de empreendedorismo e negócios de impacto sustentáveis no setor apícola;
    • criar condições que potencializem a exportação do mel;
    • incorporar a proteção dos serviços ecossistêmicos essenciais (provisão de água, polinização, etc.) como condição ao apoio/fomento de longo prazo;
    • promover o fortalecimento institucional das organizações;
    • buscar soluções adequadas ao contexto de cada região, incentivando a transferência de tecnologia.

    Mudar visualizacão:

    • wdt_ID Consolidação dos resultados do projeto, por região 2019 - Número de participantes 2019 - Número de associações de apicultores 2019 - Quantidade de mel produzida (kg) 2019 - Receita total gerada (R$) 2019 - Receita mensal média por participante (R$/pessoa) 2020 - Número de participantes 2020 - Número de associações de apicultores 2020 - Quantidade de mel produzida (kg) 2020 - Receita total gerada (R$) 2020 - Receita mensal média por participante(R$/pessoa)¹
      1 São Paulo 410 14 132.800 n/d n/d 764 18 356.761,00 2.801.946,45 997,84
      2 Mato Grosso do Sul 170 6 117.000 n/d n/d 150 6 194.825,00 1.818.064,00 1.010,04
      3 Espírito Santo 154 12 24.500 n/d n/d 147 12 214.466,84 2.511.898,80 1.701,83
      4 Bahia 214 7 22.000 n/d n/d 132 7 44.780,70 554.122,58 369,42
      5 Maranhão 66 3 - - - 88 3 0 0 -
      6 Total 1.014 42 296.300 n/d n/d 1.281 46 810.833,54 7.686.031,83 1.013,45
    1 Em 2020, para cálculo da renda média, foram consideradas apenas as 632 famílias que obtiveram renda no pasto apícola da Suzano, sendo: São Paulo - 234; Mato Grosso do Sul - 150; Espírito Santo - 123; Bahia - 125; e Maranhão - 0;

    Informações complementares:

    De acordo com Alcindo Alves, presidente da Federação das Associações dos Apicultores e Meliponicultores do Estado de São Paulo e participante do Colmeias, a safra de 2020 superou todas as expectativas. A seguir, depoimento do líder:

    “Nosso setor foi um dos que mais alavancou as vendas no período. As pessoas estão relacionando a saúde com o consumo de produtos naturais como própolis, pólen, geleia real e mel. A loja da nossa cooperativa está recebendo muitos pedidos, e o quilo do mel, que era comercializado a R$ 5,50, está saindo a R$ 9,00, em média”.