Excelência Operacional e Ecoeficiência

Ampliação da nossa produtividade e garantia de níveis excelentes de eficiência em nossas operações, com reaproveitamento contínuo de recursos e resíduos e aumento da geração e exportação de energia de fonte renovável, além da qualidade dos nossos processos.

Indicadores relacionados
  • Filtrar por categoria

  • Filtrar por tag

  • Emissões atmosféricas de Enxofre Reduzido Total (ERT) nas operações industriais

    Dimensão SASB

    Mudar visualizacão:

    • wdt_ID Emissões atmosféricas de Enxofre Reduzido Total (ERT) por unidade, em toneladas¹ 2019 2020
      1 Suzano 31,00 22,85
      2 Rio Verde n/d n/d
      3 Limeira 9,18 9,17
      4 Jacareí 19,14 23,23
      5 Imperatriz 134,26 8,51
      6 Mucuri 143,00 47,92
      8 Aracruz 13,22 7,37
      9 Belém n/d n/d
      10 Maracanaú (Fortaleza) n/d n/d
      12 Três Lagoas 105,21 114,77
    1. A geração de compostos de Enxofre Reduzido Total (ERT) é característico do processo de fabricação de celulose, que inclui as etapas do processo de cozimento de madeira e concentração, queima e recuperação de licores. As Unidades Rio Verde, Belém e Maracanaú (Fortaleza) não possuem o processo de fabricação de celulose, de forma que não dispõem do monitoramento desse composto.

    Informações complementares:

    Em termos de carga de compostos de Enxofre Reduzido Total (ERT) lançada em emissões atmosféricas, houve redução significativa de 48,6% em relação ao resultado de 2019. O resultado acontece mesmo com o aumento de produção de 9,9% no mesmo período, concentrado principalmente nas Unidades Imperatriz, Mucuri e Aracruz.

    Em termos específicos (kg de ERT por tonelada de produto), a Suzano também teve redução expressiva em 2020, se comparado a 2019. Os valores foram de 0,05 kg/t para 0,02 kg/t. Os valores anos estão na faixa de referência dos padrões internacionais estabelecidos pelo IPPC (Integrated Pollution, Prevention and Control 2015 – European Commission), que aponta como melhores desempenhos resultados entre 0,1 a 0,2 kg/t.

    Pela adoção de tecnologias modernas, procedimentos que focam na prevenção e controle da poluição, equipes de meio ambiente especializadas, treinamento e capacitação e programas de manutenção, a Suzano teve ganhos ambientais expressivos na redução de ocorrências de odor nas comunidades do entorno das operações industriais. Somam-se a isso os investimentos em modernização e melhoria, tais como o realizado na Unidade Jacareí de R$ 19.717.000,00 nos anos de 2019 e 2020, que culminou com a redução de 67% no número de reclamações externas de odor pela comunidade.