Manejo Florestal

Planejamento e manejo florestal sustentáveis que favoreçam a produtividade dos plantios, o controle de doenças e pragas, a manutenção da biodiversidade, a preservação ambiental e a prestação de serviços ecossistêmicos – gerando um ciclo virtuoso.

Indicadores relacionados
  • Filtrar por categoria

  • Filtrar por tag

  • Tamanho total das Áreas de Alto Valor para Conservação (AAVC), em hectares

    Contexto:

    Todas as florestas ou áreas naturais contêm valores ou funções ambientais e sociais, além dos valores produtivos, como espécies de fauna e flora e seus habitats, proteção de recursos hídricos, entre outros. Quando os valores são considerados extraordinários, a área pode ser definida como Área de Alto Valor de Conservação – AAVC (do inglês High Conservation Value – HCV Resource Network), sendo alvo de uma gestão específica da Suzano que busca manter e/ou melhorar seus atributos.

    A empresa utiliza como referência os critérios de atributos baseados e adaptados do Guia geral para Identificação de Altos Valores de Conservação, HCVRN, reeditado em 2018. São áreas nas quais reconhece-se os atributos socioambientais importantes, como ocorrência de espécies ameaçadas, raras e endêmicas; extensão de fragmentos de floresta bem conservados e de ecossistemas raros/ ameaçados; e prestação de serviços ambientais, entre outros (incluindo características socioculturais).

    Mudar visualizacão:

    • wdt_ID Tamanho total das Áreas de Alto Valor para Conservação (AAVC), por unidade de manejo florestal (hectares) 2019 2020
      1 São Paulo 4.879,58 4.879,71
      2 Mato Grosso do Sul 6.968,00 6.968,00
      3 Espírito Santo-Bahia 20.612,30 20.612,30
      4 Maranhão 25.951,37 25.335,37
      5 Total 58.411,25 57.795,38

    Informações complementares:

    A redução no valor total do indicador se deu à devolução de uma área arrendada no Maranhão onde existia uma área de AAVC.

    Para saber mais sobre a gestão de AAVC Suzano, acessar o indicador “Gestão sobre biodiversidade nas operações florestais”.