Manejo Florestal

Planejamento e manejo florestal sustentáveis que favoreçam a produtividade dos plantios, o controle de doenças e pragas, a manutenção da biodiversidade, a preservação ambiental e a prestação de serviços ecossistêmicos – gerando um ciclo virtuoso.

Indicadores relacionados
  • Filtrar por categoria

  • Filtrar por tag

  • Total de áreas de conservação atingidas por incêndios, em hectares

    Mudar visualizacão:

    • wdt_ID Total de áreas de conservação atingidas por incêndios por Estado, em hectares 2019 2020
      1 Bahia 732,00 642,00
      2 Espírito-Santo 836,00 659,00
      3 Maranhão 1.370,57 1.214,57
      4 Mato Grosso do Sul 348,00 4.518,00
      5 Minas Gerais 0,00 4,30
      6 Pará 440,30 195,56
      7 Rio de Janeiro 0,00 71,70
      8 São Paulo 393,17 993,97
      9 Tocantins 196,90 163,20
      10 Total 4.316,93 8.462,31

    Informações complementares:

    O ano de 2020 foi atípico em comparação aos períodos anteriores no que se refere a ocorrências de incêndio. Isso se deve, principalmente, aos seguintes fatores:

     

    • Precipitação muito abaixo da média histórica;
    • Período de estiagem prolongado;
    • Temperaturas muito elevadas e déficit hídrico acima do normal;
    • Seca severa, associada a incêndios de grandes proporções.

     

    Na região Centro-Oeste, tivemos a maior seca dos últimos anos e, na sequência, enfrentamos grandes episódios de incêndios florestais, de forte repercussão no país e no mundo. No Espírito Santo e na Bahia, tivemos episódios de incêndios em regiões que não costumavam ter ocorrências e que, portanto, estavam distantes do nosso foco principal de atuação. Isso impactou no tempo de deslocamento e início do trabalho de combate pelas equipes, fazendo com que tenhamos registrado números expressivos de focos de incêndios e área total atingida nessas regiões. Como plano de ação, estamos reforçando as equipes de vigilância e combate a incêndio nessas áreas, de forma a minimizar os impactos.

    Os focos de incêndio são controlados com o apoio de nossas brigadas e equipamentos de monitoramento em todas as unidades de operação da empresa. Uma rede de torres de observação espalhadas pelas nossas áreas de plantio nos possibilita detectar de maneira ágil as ocorrências de incêndios florestais. Além disso, contamos com uma equipe significativa de brigadistas treinados, uma frota equipada com kits para o primeiro combate ao incêndio, além de caminhões-pipa e o caminhão que atua como CAF (compressed air foam, traduzido do inglês como espuma com ar comprimido). Com o apoio dessa tecnologia, tornamos o combate mais eficaz e reduzimos o volume de água utilizado nas operações. Atuamos também com o engajamento das comunidades vizinhas por meio do Programa Floresta Viva, que leva informação, promove conscientização e disponibiliza um canal de contato para que qualquer pessoa indique onde há ocorrência de focos de incêndio em nossos plantios.

    Para 2021, em linha com a gestão de controle e combate a incêndios florestais da Suzano, serão definidas metas de redução de área queimada para a gestão das equipes responsáveis. Para isso, serão levadas em consideração as particularidades de cada região de atuação da companhia, com planos de ação específicos para cada cenário.

    Para saber mais sobre o número de focos de incêndio nas áreas da Suzano, clique aqui.